Resenha- Pretinha Eu ?

"Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer" -Conceição Evaristo💭


4
4 ponto

"Eles combinaram de nos matar, mas nós combinamos de não morrer" -Conceição Evaristo💭

Hoje é o dia nacional da Consciência Negra! E também aniversário de 323 anos da morte de Zumbi dos Palmares  simbolo da resistência negra e empoderamento racial! Hoje( e todos os dias) é dia de pararmos para refletir sobre a nossa história e sobre o futuro em relação as mulheres e homens negros, eles são pessoas como qualquer outras e são dignas de respeito, assim como você e a mulher/homem ao seu lado. O dia da consciência negra deveria ser todos os dias, nós tínhamos que falar sobre nossa carga histórica racial sempre, mas enquanto as pessoas não acordam, vamos nos refugiar entre histórias de resistência e lutar pelo direito do negro(a) brasileiro!!

Escritoras(e) negros de todo o mundo com diversas histórias, cada uma diferente e  produziram livros e textos maravilhosos, como Conceição Evaristo, Júlio Emílio Braz, Alícia Walker, Langston Hughes, Maya Angelou entre tantos outros que marcaram nossas leituras. 

Por isso hoje lhe apresentamos a resenha de "Pretinha eu?!", Um livro infanto-juvenil sobre questionamento e preconceito  racial.

Quando Vânia, uma menina negra ( a única da escola) entra no Colégio Harmonia , a turma de Carmita não facilita a adaptação da garota e começam fazendo piadinhas sobre sua pele, sobre seu cabelo e sobre suas roupas, que não eram da melhor qualidade. Mas será que Vânia vai dar a volta por cima e superar?! Ela e sua amiga Bel, vão descobrindo quem são e que cor é só mais uma característica.

++

Um livro que não só crianças, mas também os adultos deveriam ler, com um enredo divertido, mas abordando vários temas importantes! Júlio deu um show nesse livro, além de educativo e divertido, é muito bem escrito! Abordando temas que na maioria das vezes, e principalmente na escola, infelizmente não são abordados. Tive a oportunidade de o ler a uns 3 anos( na escola) , não entendia muito bem sobre o que se tratava na verdade e a uns dias reli e fiquei extremamente agradecida  de ter sido criada lendo esse tipo de livro, e que por isso e por tantos outros,  hoje sou desprovida de qualquer preconceito racial . Júlio nos conta no final do livro, nas abas , que só se descobriu negro aos 20 anos, que passou a maior parte de sua vida se questionando sobre sua própria cor e identidade, acreditando que era o famoso " moreninho". 

Recomendo para todos , é algo que precisamos ler e refletir😉

Autor: Júlio Emílio Braz

Júlio Emílio Braz

Editora: Scipione

Páginas:71

 –

" Você pode me fuzilar com palavras,

E me retalhar com seu olhar,

Pode me matar com seu ódio.

Ainda assim, como ar, vou me levantar."

-Maya Angelou💭


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

4
4 ponto

Qual é a sua reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
2
love
lol lol
1
lol
omg omg
2
omg
win win
1
win
Victoria Manuela

Victória Manuela nasceu na cidade mineira de Nova Lima no ano de 2005. Estudante e amante da literatura, teve a primeira participação em uma obra literária em 2017 nas Antologias Ana e Carpe Diem. Escreve contos e poesias e é leitura assídua de vários estilos literários. Sonha em ser uma escritora de sucesso e fazer faculdade de Letras. Seus hobbys são: ler, escrever e pintar.
Choose A Format
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format