Resenha – O Labirinto do Fauno


1
1 ponto

RESENHA: O Labirinto do Fauno – Del Toro,Guillermo; Cornelia Funke – Intrinseca – 2019.

Sinopse: No ano de 1944, Ofélia e a mãe cruzam uma estrada de terra que corta uma floresta longínqua ao norte da Espanha, um lugar que guarda histórias já esquecidas pelos homens. O novo lar é um moinho de vento tomado pela escuridão e pela crueldade do capitão Vidal e seus soldados, dispostos a tudo para exterminar os rebeldes que se escondem na mata. Mas o que eles não sabem é que a floresta que tanto odeiam também abriga criaturas mágicas e poderosas, habitantes de um reino subterrâneo repleto de encantos e horrores, súditos em busca de sua princesa há muito perdida. Uma princesa que, segundo os sussurros das árvores, finalmente retornou ao lar. No livro, a narrativa de Ofélia é intercalada com ilustrações e contos de fadas inéditos, baseados em elementos-chave de O Labirinto do Fauno. A obra é uma impactante ode ao poder das histórias, seja em imagens ou palavras, e a sua capacidade de transformar a realidade a nossa volta.

****

Alguns anos atrás, O Labirinto do Fauno estreou nos cinemas encantando o público com sua história, mesclando fantasia com os cruéis acontecimentos da Espanha facista. De forma antemporal, essa história voltou a tona este ano, numa versão incrível que serve de complemento para o roteiro original, excedendo-se em detalhes fieis e bastante agradáveis para quem é fã do filme.

Ao contrário do que é feito atualmente nas industrias cinematográficas, aqui, temos uma inversão, quando a obra original foi lançada através de um filme e somente dez anos depois relançada em formato de livro pela autora Cornélia Funke em parceria com Guillermo Del Toro, criador original do enredo. Nesta versão ilustrada, a autora se dedica a expandir a história de forma compensatória, sem desprezar em momento algum o enredo original e muito pelo contrário, suas contribuições se conectam com a história que já conhecemos ou não de uma forma natural e positiva, agregando mais profundidade e conexão com elementos chaves da história.

Temos como protagonista a pequena Ofélia, uma garota de onze anos, imersa nas próprias emoções, esperta e corajosa o suficiente para sustentar toda a trama. De cara somos introduzidos a história de Moanna, a princesa do subterrâneo que erroneamente fugiu para conhecer a superfície e deixou-se levar pela beleza do sol, esquecendo-se de tudo e todos até que desapareceu, seus pais a procuraram intensamente, acreditando que outrora ela retornaria, em outro corpo, com outro nome, mas, com a mesma essência vindoura de sua vida ainda como princesa no reino subterrâneo.

A história se transcorre numa narrativa simples, direta e rápida, levando o autor a se perder na imaginação pela historia de Ofélia, uma garota amável e inocente desde a primeira pagina. A construção é simples, embora o enredo em si fuja dos clichês que comumente somos apresentados em histórias de fantasias, sem contar na riqueza de detalhes que considero como um ponto super positivo ao se tratar de um livro de fantasia. Em dado momento, Ofélia, guiada pela força do destino é levada ao labirinto e tem o primeiro encontro com o fauno, a quem lhe entrega três tarefas distintas e difíceis numa jornada de desenvolvimento para a personagem. Paralelo a isso, somos apresentados ao capitão Vidal, a Carmem mãe de Ofélia nos últimos estágios de uma gravidez de risco e outros personagens que compõe o arco da história do capitão.

A autora intercalou a jornada da protagonista com outras histórias e ilustrações que se encaixam e trazem alguns esclarecimentos, embora sua escrita seja de fácil compreensão. Quem conhece o filme irá se deparar com os acréscimos, mas a história se mantém fiel e segue a mesmo ritmo, sem se desviar em momento algum dos acontecimentos do enredo original.

O livro cumpre sua expectativa e inova uma vez em que aposta em outras ambientações e complementos para a história do filme. Ao final do livro, me vi emocionado pela condução da história e pelo desfecho principalmente, percebendo uma mensagem que talvez em um outro momento não fosse percebida. Além de ser uma leitura extremamente válida para os amantes dos gêneros fictícios, espere encontrar um enredo inédito, original e com potencial para aguçar nossas mentes e nos levar para muito além do que se vê escrito nas páginas.

Por: Lucas Vilela


Lucas é mineiro, nascido em Contagem. Leitor assíduo, apaixonado pela vida literária em seus vários gêneros e construções. Já quis ser cientista, ator, escritor e musico. Biólogo de formação e escritor de coração destina-se a escrever contos, poemas, músicas, outros conteúdos, etc. Encontra inspiração em autores queridos como Nicholas Sparks e Tess Gerritsen. Atualmente participa de várias antologias com gêneros e propostas diversas, com vários projetos em andamento nos próximos meses.


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

1
1 ponto

Qual é a sua reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
1
love
lol lol
1
lol
omg omg
1
omg
win win
0
win

Um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Arrasou, Lu! Eu vi o filme quando mais jovem e estou muito interessada em ler o livro.

Choose A Format
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format