Resenha – Holocausto Brasileiro


9
1 compartilhar, 9 ponto
Holocausto Brasileiro” vira filme e é a atração da TV neste domingo

“Este livro é dedicado a milhares de homens, mulheres e crianças que perderam a vida num campo de concentração chamado Colônia”

-Daniela Arbex

Autora: Daniela Arbex 

Editora: Geração

“A temporalidade interior e a política da memória do Holocausto , no entanto, mesmo quando ela fala do passado, devem ser orientadas em direção ao futuro. O futuro não nos julgará pelo esquecimento, e sim pela rememoração ampla de tudo, e ainda por não agirmos de acordo com essas memórias.”

Andreas Huyssen

Era 12 de Outubro de 1903 e a cidade de Barbacena (MG) inaugurava seu mais novo manicômio. Em 1930, a unidade superlotou… Trinta anos depois existiam 5 mil pacientes num lugar criado para abrigar 200. A era das “camas de capim” havia começado. Entre as 60 mil vítimas do Colônia, haviam alcoolistas, mendigos, negros, pobres, pessoas sem documentos, homossexuais, militantes políticos, mães solteiras e todos aqueles que “ameaçavam a ordem pública”.  Não tinha mais jeito: O Colônia se tornara o destino “mais fácil” para todos os tipos de “rejeitados pela sociedade”. 
Depois dos fiapos azuis serem entregues, as cabeças raspadas e toda a sua dignidade e identidade arrancadas da forma mais cruel e desumana possível, existiam mais 18.250 dias de horror: torturas como eletrochoque se tornaram tão comuns que muitas vítimas se tornavam algozes depois que o efeito da descarga elétrica passava. O esgoto que cortava os pavilhões era fonte de água, com o tempo os pacientes chegavam a consumir bichos e suas próprias fezes. Várias mulheres grávidas adotavam o “repelente humano” que consistia em passar fezes no próprio corpo para que ninguém fizesse maldade com seus bebês. Crianças que nunca aprenderam a andar, tinham o corpo lotado de moscas enquanto ficavam o dia todo deitadas no chão. Fora os castigos como o “mergulho na banheira com fezes”, estupro e etc. 

“como se tivessem aparecido no mundo sem alguém que as parisse”

Sueli Rezende, uma das pacientes, durante o documentário do Jornal O Cruzeiro, cantou o “hino” no hospital composto por ela mesma:

Ô seu Manoel, tenha compaixão Tira nós tudo desta prisão Estamos todos de azulão Lavando o pátio de pé no chão Lá vem a boia do pessoal Arroz cru e feijão sem sal E mais atrás vem o macarrão Parece cola de colar bolão  Depois vem a sobremesa Banana podre em cima da mesa E logo atrás vêm as funcionárias Que são umas putas mais ordinárias

Manicômio de Barbacena: O Holocausto brasileiro que matou 60 mil ...


O Colônia foi parte da nossa história, hoje restaram apenas 200 sobreviventes. Era um hospital não para fins terapêuticos e sim para políticos. A vergonha de uma nação que conseguiu fazer com que pessoas morressem em vida. Mesmo com diversas matérias de grandes jornais, o governo negligenciou tudo. O mundo tem uma dívida com essas pessoas.

NOTAS: ⭐️⭐️⭐️⭐️⭐️

Daniela Arbex é uma jornalista sensacional. Narrado da forma mais verdadeira possível e semeado com diversas fotos chocantes, conseguimos entender o sofrimento dessas pessoas que não consegue ser medido em palavras! No decorrer do livro nos deparamos com perguntas como “o que de fato é a loucura?” e “em que ponto deixamos de ser humanos?”.

Liberdade à um povo que teve suas vidas ceifadas em nome de nada.

Réus de crime nenhum.

 
“aquilo não é um acidente, mas um assassinato em massa”

Holocausto Brasileiro: livro de Daniela Arbex mostra os horrores ...

Resenha por: Larissa Vidal 


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

9
1 compartilhar, 9 ponto

Qual é a sua reação?

hate hate
0
hate
confused confused
1
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
2
geeky
love love
5
love
lol lol
3
lol
omg omg
5
omg
win win
3
win

Um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Luiz Antonio Tecau disse:

    A resenha da Larissa despertou meu interesse no livro da Daniela. Vamos esperar essa loucura pós-apocalíptica passar para adquirir essa obra,

  2. parabéns!!!!! vc me enche de orgulho cada dia mais, seu jeito de escrever e nos mostrar o mundo é incrível!! arrasa demais

  3. Emmanuel Messias do Nascimento Martins disse:

    Que excelente resenha. A autora Larissa Vidal conseguiu com uma linguagem clara e simples mostrar o que a autora do Livro O Holocausto Brasileiro, Daniela Arbex, quis transmitir neste fantástico documentário.
    Um dos piores momentos da nossa história, foi um grande descaso com a dignidade da pessoa humana. Foi um genocídio, uma crueldade tamanha que poderia ser comparado ao que acontecia nos campos de concentração nazista, e por isso o hospício de Barbacena foi chamado de campo de concentração “Colônia.”
    Parabéns Larissa Vidal pela forma que você contou essa história que nos deixa atônitos (ao ler esse livro) e com esse sentimento de dor, que nos faz pensar até onde vai a “LOUCURA HUMANA?”
    Parabéns!

  4. pra quem gosta desse assunto sua resenha é uma dádiva. Parabéns amiga que você continue assim….❤️

  5. Ivonete Cristina Mendes disse:

    Uma resenha super interessante..Parabéns!

  6. Adriana Resende disse:

    Parabéns pela resenha! Excelente narrativa que demonstra fielmente todos os acontecimentos narrados no livro!
    Texto de excelente qualidade e sentimento que soube retratar toda a barbárie vivida naquelas épocas. Que se iniciava com a que chegava dos um “ trens de doido” a Barbacena. .
    Análise fiel daqueles tempos loucos. Não de loucos.
    Sensibilizada!

  7. Anderson Resende Lima disse:

    Resenha fantástica, parabéns!

Share this
Choose A Format
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format