Ourostópolis


1
6 compartilhar, 1 ponto

 

 

Ourostópolis

Estava percorrendo boa parte do interior paulista. Eu e mais um fotógrafo percorremos um mês de estrada pelo estado de São Paulo para mostrar cultura e histórias locais. Eis que me deparei com uma…

Entre a cidade de Paranapanema e Holambra 2 em direção à Itararé, paramos para tomar uma tubaína¹em um bar, comer um doce e relaxar um pouco, pois a viagem ainda seria longa. Cerca de duas horas em estrada de terra.

Notamos que a menina que atendia no bar estava tocando um piano e cantando uma canção muito bonita, que não reconheci.  Pegamos a tubaína e sentamos em frente ao bar. Nada em volta a não ser chão de terra,, muitas árvores e um silêncio quebrado apenas por nossas respirações e a linda canção tocada pela moça do bar. Nisso notamos uma placa:

Itapeva  

Itaí

Ourostópolis

Ourostópolis?  Peguei novamente o mapa (não havia GPS acessível ainda). Nada de encontrar. Neste lugar o mapa só mostra algumas estradas de terra, ruas sem asfalto…

Ficamos curiosos pra saber o que significava. Perguntei para a menina que nos atendeu no boteco, mas ela falou que não sabia.. voltei pra porta do bar e perguntei pra uma moça que passava com um carrinho de mão vazio.  Ela falou que foi o dono de uma casinha de madeira que morava ali no território onde a placa estava cravada, ele chamava-se César. Fui então até o portão casa., contornando a rua onde eu havia chegado. Encontrei dois senhores de muita idade, em que o sol, o tempo mostrara sua passagem.  Um estava em pé e o outro em uma cadeira velha de madeira.

-Olá, boa tarde. Senhor César?

– Sou eu, respondeu o senhor sentado. Ele ajeitou o chapéu para poder me ver.

Falei que estava viajando, que havia parado ali pra comer no bar e não encontrei no mapa Ourostópolis. Perguntei a ele sobre a placa, ele me contou a história toda. Com uma voz trêmula, ria a cada pingo de memória.

– Eu fundei esse bairro, Bairro do Cercadinho. Tinha esse nome porque eu fui o primeiro morador daqui e cerquei minha casa com arame, ai começou a chegar mais gente. Começou a ser chamado de Cercadinho. Ajudei a fundar a escola, eu que montei a primeira escola daqui com uns amigos. Montei as ruas, dividi algumas propriedades pra dar lugar pra rua, pras pessoas passar de carro, de a pé e até de moto, porque tem uns menino aqui com moto também… Só que eu acho que deveria mudar o nome do lugar, é um nome velho, e o mundo hoje está muito mudado. Eu já viajei por muitos lugares do Brasil, e vi que tem muita cidade com o nome alguma coisa “Polis”. Achei que alguma coisa relacionada ao ouro traria boa sorte ou riqueza pra cá. Ai coloquei a placa ali de Ourostópolis.(…) Eu coloquei essa placa porque todo mundo vai ficar querendo saber o que é Ourostópolis, todo mundo que mora aqui quer saber da placa, mas até agora ninguém teve coragem como vocês perguntar. Mas não conta pra ninguém não tá, deixa as pessoas daqui descobrirem sozinhas.

– Ok Seu César, seu segredo está bem guardado conosco.

Perguntei a ele o nome completo, é César Teodoro de Oliveira, ele não se lembra a idade e não possui RG. “Já tive, mas não tenho mais não, não saio mais daqui até eu morrer, e todo mundo me conhece”.

Fazia 40 anos que morava ali. A casa foi aumentando com o tempo, ela já foi de outra forma, mas ainda permanece com aquele tom rústico e absurdamente simples. Muitas palhas para aguentar o frio da região, que ele contava como cercava a casa para barrar o frio.

O mais surpreendente de tudo isso é o fato de Seu César é muito feliz com a vida que tem, com a casa e tudo o que rodeia. “ Não preciso mais que comida e um teto pra me proteger da chuva com paredes pra barrar o vento. Vivo aqui há muito tempo, trabalhei com os holandeses em Holambra II, mas é aqui que eu gosto. Aqui é minha cãs, meu bairro e todos os meus amigos.”

Realmente um grande sábio que vi em vida…

1 – Refrigerante de Framboesa servido em garrafa de cerveja, muito comum nos anos 80 e 90 e hoje encontrado pelo interior do Brasil. 

1.1      Gíria em SP para qualquer refrigerante servido em garrafa de cerveja 

Pedro Cindio

Nascido em SP no ano de 1985, rodou por todo o Brasil  colecionando histórias e causos. Jornalistapor formação, filósofo por má formação e músico sem a mínima formação, faz detudo um pouco para fugir do tédio, que consome a cada dia.



Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

1
6 compartilhar, 1 ponto

Qual é a sua reação?

hate hate
0
hate
confused confused
0
confused
fail fail
0
fail
fun fun
0
fun
geeky geeky
0
geeky
love love
2
love
lol lol
2
lol
omg omg
0
omg
win win
0
win
Mhorgana Alessandra
Mhorgana Alessandra é mineira, psicóloga e mestranda em Literatura. Diretora da Anima - Núcleo de Desenvolvimento Humano, ministra palestras e consultorias sobre diversos temas do comportamento humano. Casada, mãe de duas lindas meninas, é amante da música, literatura, artes marciais e atividades ligadas ao crescimento espiritual. Ganhou diversos concursos literários e vem participando como autora e organizadora de diversas Antologias. Escritora, blogueira, colunista e roteirista, transita por diferentes estilos, mas tem especial fascínio pelos gêneros de ficção, suspense, terror e horror. Seu autor preferido é Stephen King e como ele, acredita que o escritor presta atenção em como as pessoas reais se comportam e então, conta a verdade sobre o que vê, através de caminhos alternativos e acrobáticos. É membro da ABERST e da A Arte do Terror e vem desenvolvendo projetos voltados a esse mercado específico.
Choose A Format
Trivia quiz
Series of questions with right and wrong answers that intends to check knowledge
Poll
Voting to make decisions or determine opinions
Story
Formatted Text with Embeds and Visuals
Meme
Upload your own images to make custom memes
Video
Youtube, Vimeo or Vine Embeds
Audio
Soundcloud or Mixcloud Embeds
Image
Photo or GIF
Gif
GIF format